7 motivos para você conhecer o Lavandário de Cunha (SP)

7 motivos para você conhecer o Lavandário de Cunha (SP)

COMPARTILHAR

Quase ninguém imagina que entre o Vale do Paraíba (SP) e o litoral sul do Estado do Rio de Janeiro existe um belíssimo campo de lavandas, que pode ser visitado durante todo o ano. O Lavandário de Cunha fica a caminho da também charmosa Paraty, e, desde 2013, tem sido a principal atração da estância climática do Vale do Paraíba.

Graças a um sistema de plantio e de poda rotativo, “O Lavandário” tem seus campos floridos nos 365 dias do ano! Além disso, as temperaturas amenas, o solo alcalino e as noites mais frias da cidade fazem do lavandário um local ideal para o cultivo da planta.

No início, a atividade era apenas um hobby para a proprietária que começou a plantação com 100 pés de lavandas. Hoje, a propriedade rural cultiva mais de 40 mil pés, em sua maioria da espécie Lavandula Dentata, em uma área equivalente a 15 campos de futebol.

Para convencer definitivamente o viajante a arrumar as malas, listamos 6 motivos para conhecer “O Lavandário” de Cunha. Confira!

1- Sorvete, bolo e outras comilanças de… lavanda!

Sorvete de lavanda, Lavandário de Cunha, Guichê Virtual
Foto: Tawana Miquelino

Sim, de lavanda! Além do visual proporcionado pelo campo de flores, o viajante pode experimentar diversas comidas artesanais com lavanda, muitas delas preparadas ali mesmo. É só escolher: bolachinhas doces de lavanda, bolo de pinhão e lavanda, chás e outras comidas contam com o ingrediente produzido na propriedade.

Há ainda a opção de tomar um café ou uma cerveja artesanal no deck do casarão provençal, onde fica a lanchonete do Lavandário de Cunha. No mais, é só apreciar a vista panorâmica.

2- Uma lojinha com tudo que você imagina

Loja, Lavandário de Cunha, Guichê Virtual
Foto: Tawana Miquelino

No casarão também funciona uma lojinha que vende produtos artesanais. O local destila a lavanda e outras plantas aromáticas e, com os óleos extraídos, produz sabonetes, shampoo, condicionador, cremes, aromatizadores de ambientes, velas e até azeite. Há ainda peças de artesanatos a venda.

Também dá para comprar por meio de uma loja virtual, mas ainda assim recomendamos a visita no Lavandário de Cunha. Nada melhor do que ver tudo de perto, não é?

Leia também:

8 lugares pouco conhecidos para curtir o verão no Vale do Paraíba (SP)
10 lugares incríveis para viajar no verão
Conheça as 5 melhores praias de Ubatuba

3 – Fotos incríveis

Lavandário de Cunha, Guichê Virtual
Foto: Tawana Miquelino

Gosta de fotos? Então partiu Lavandário de Cunha! Qualquer lugar que o olhar conseguir alcançar, terá algo bonito pra se ver – sem exageros!

A combinação das montanhas do Vale do Paraíba com os campos de lavandas formam um cenário panorâmico e incrível para fotografias. Por isso, não se esqueça das máquinas fotográficas e/ou de carregar muito bem os celulares, afinal o visual pede mais de uma foto.

Se o viajante estiver em um passeio, nada além do ingresso é cobrado para as fotografias. Entretanto, se a visita ao local for para fazer ensaios fotográficos profissionais, é necessário agendamento prévio e o pagamento de uma quantia de R$ 100. Além disso, os ensaios são permitidos apenas às sextas-feiras, até às 16h.

4 – O Pôr do sol

O momento ideal para ver o ápice da beleza do Lavandário de Cunha é no pôr do sol. Por ser localizado em uma área muito alta, os campos de lavandas ficam ainda mais bonitos ao entardecer e a luz do sol pintando o horizonte é incrível.

Quem já foi, recomenda a experiência! Vale chegar antes das 17h e ir acompanhando, sem pressa, o astro rei se pôr.

5 – Preocupação ambiental

Lavandario de Cunha, Guichê Virtual
Foto: Tawana Miquelino

“A implantação do cultivo de lavandas no alto da serra, em antigo pasto, responde aos quesitos de sustentabilidade, recuperação e desenvolvimento de uma vocação regional”. É o que diz o site da atração e o que reforça Fernanda Freire, proprietária do Lavandário. Segundo ela, o empreendimento tem um propósito maior do que ser uma atração turística, há respeito e preocupação com o meio ambiente.

O Lavandário de Cunha estimula o convívio harmônico dos visitantes com a fauna e flora silvestre, ainda preservadas em toda a área. Sinalizações, vivências ambientais e demarcações para o passeio dos visitantes ao longo dos campos são algumas das ações para conscientização dos turistas. O resultado pode ser visto na presença de répteis, insetos e diferentes aves entre as lavandas, em perfeito equilíbrio ambiental.

6 – Vivências e massagens

A programação do lugar sempre conta com vivências, que incluem plantação de mudas, poda de lavandas e acompanhamento do processo de destilação. O ingresso para participar dessas atividades custa cerca de R$ 40. É possível acompanhar a programação pela página do Lavandário de Cunha no Facebook.

No lugar também são oferecidas massagens relaxantes e terapêuticas com óleo de lavanda, que são feitas aos sábados e domingos mediante agendamento prévio. A duração da massagem é de 1 hora e o valor é de aproximadamente R$ 200.

Horário de Funcionamento:

De sexta-feira a domingo e feriados, das 10h ao pôr do sol.

Ingresso:

É cobrado o valor de R$ 10 por pessoa para a entrada no Lavandário de Cunha. Maiores de 60 anos pagam meia-entrada e crianças até 12 anos não pagam.

Endereço: Rodovia SP-171, Km 54,7, S/n – Boa Vista, Cunha – SP, 12530-000
Telefone: (12) 3111-6034

7 – Quer ver mais?

Contemplario de Cunha, Lavandário de Cunha, Guichê Virtual
Foto: Divulgação

Outra opção de campo de lavandas em Cunha é o Contemplário. O local não é tão popular quanto O Lavandário, mas oferece um deck no meio do campo de lavandas e um belo pôr do sol também. No local, existe ainda a opção de hospedagem em chalés de madeira e vidro, bem ao clima da montanha.

O Contemplário funciona às segundas e de quinta a domingo, das 10h às 18h. O local é fechado na terça e quarta. A entrada é gratuita.

Endereço: Rodovia Vice Pref Salvador Pacetti, KM 61,5 – Taboão, Cunha – SP, 12530-000
Telefone: (12) 98107-7614

Como chegar

De ônibus:

Você pode viajar para Cunha com a Viação São José. Há saídas diárias da cidade de Guaratinguetá para Cunha.

De carro

Vindo de São Paulo ou do Rio de Janeiro para Cunha, utilize a Rodovia Presidente Dutra (BR-116) até a cidade de Guaratinguetá.

Depois siga pela Rodovia Paulo Virgínio (SP-171), mais conhecida como Estrada Cunha-Paraty, até o km 54,7, onde está localizado o Lavandário. A propriedade fica do lado esquerdo da estrada para quem vem de Cunha. Já para chegar ao Contemplário, você deve seguir na mesma rodovia até o Km 61,5.

***

Já visitou o Lavandário de Cunha? Compartilhe sua historia de viagem com a gente! Envie um e-mail para [email protected]

Comprar passagem de ônibus