O que fazer em Angra dos Reis

O que fazer em Angra dos Reis

COMPARTILHAR

Atualizado em abril de 2017.

Não é preciso ir ao Caribe ou ao nordeste do Brasil para conhecer ilhas paradisíacas e um visual maravilhoso do mundo marítimo! Sendo uma das primeiras cidades do Rio de Janeiro, a região tem passeios imperdíveis!  

Saiba o que fazer em Angra dos Reis, um dos destinos mais bonitos do Brasil, além de e dicas para aproveitar ao máximo cada passeio!

1. Ilha Botinas

Arquivo pessoal: Felipe Moreira

A ilhas Botinas é um dos principais cartões-postais de Angra dos Reis. Ela é composta de duas ilhas muito bonitas e, normalmente, é a primeira parada dos passeios a serem feitos pelas ilhotas. Com sol tudo fica mais bonito, então vale a pena sempre olhar a previsão do tempo antes de fazer o passeio para lá.

As escunas e lanchas dispõem de equipamentos de flutuação, incluindo snorkel e boias, para os visitantes conheceram a vida debaixo d’água na Ilha Botinas. Mais abaixo vamos comentar sobre o que é melhor: escuna ou lancha?

São centenas de peixes de diversas espécies passeando bem próximo aos turistas! Sem dúvida um dos mais belos visuais que você irá ver na vida.

O local onde é possível fazer a flutuação e mergulho tem mais ou menos 5 metros de profundidade, então todo cuidado é pouco caso não saiba nadar.

2. Agito na Praia do Dentista

Arquivo pessoal: Felipe Moreira

Uma das praias mais badaladas de Angra dos Reis não pode ficar de fora do seu roteiro; o local é ideal para viajantes que estão em busca de agito.

A chegada até a ilha da Gipóia, onde fica a Praia do Dentista, é feita somente por lanchas e barcos, então quem está de escuna não vai conseguir conhecer essa praia.

Os visitantes podem curtir os bares e restaurantes flutuantes, que oferecem um serviço de entrega especial com pedidos de bebidas e petiscos frescos feitos via rádio, para que os passageiros nem precisem desembarcar. É uma praia pequena, porém muito bonita e é ótima para famílias.

3. Mergulho na Lagoa Azul

Chegando perto da lagoa já é possível se encantar com a cor da água, mesmo se estiver nublado. É de um azul esverdeado tão vivo que encanta os turistas de diversas partes do mundo.

Na parada na Lagoa Azul você encontra vários peixinhos em uma bela piscina natural, complementada com pedras e corais, que escondem outros tipos de seres vivos.

4. Centro de Angra

O centro de Angra não é muito grande, mas é onde ficam os turistas na parte da noite. Existem 4 bares no píer principal da cidade, onde é possível comer petiscos enquanto vislumbra o visual dos diversos barcos de Angra ancorados.

Quem está afim de fazer umas comprinhas, os preços das lojas, principalmente de vestuário, são bem acessíveis! Angra dos Reis não é caro, então é possível passear e sair para comer na cidade sem se preocupar muito com valores.

5. Caminhada pelo Centro Histórico

Nem só de praias vive Angra dos Reis. Para quem deseja conhecer de perto a arquitetura e história da região é possível caminhar pelo centro histórico durante a noite.

No local estão construções do século XVIII, como o Convento São Bernardino de Sena e Capela de São Francisco da Penitência.

A Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, uma das primeiras do Brasil, sempre realiza festinhas e quermesses para movimentar a praça.

Dicas!

Escuna ou lancha?

Quem vai até Angra dos Reis sem já ter os passeios agendados pode se deparar logo pela manhã, em torno das 9h00, que o píer principal da cidade está cheio de agências de turismo e marinheiros vendendo seus passeios.

As escunas são tabeladas, sendo bem difícil negociar valores, mas vale a pena. O preço por pessoa é em torno de R$60,00, sendo que cada escuna comporta até 150 pessoas, dependendo do tamanho.

Há opção de comprar bebidas na própria escuna, além de aluguel de snorkel por R$20,00 por pessoa, e boias de macarrão à vontade. As escunas realizam até 5 passeios por dia, sendo uma das paradas para o almoço.

As lanchas são mais fáceis de negociar por serem mais privativas – até 12 pessoas por lancha. O valor por pessoa é em torno de R$100,00. O snorkel é emprestado sem custo adicional, bem como as bóias.

Por ser mais privativo, o motorista da lancha se dispõe 100% em sanar suas dúvidas e explicar sobre cada ponto de parada. As lanchas realizam até 6 ou 7 passeios por dia, incluindo almoço, indo em ilhas onde escunas não têm acesso.

Onde comer?

No píer existem algumas opções de bares e petiscarias. O Shopping Piratas tem uma ampla praça de alimentação, além de possuírem dois restaurantes mais requintados, como o Toca do Pintado. Há também opções de pizzarias e hamburguerias espalhadas pela cidade.

E então, pronto para passar o próximo final de semana em Angra dos Reis? Se você conhece outros locais imperdíveis na região, compartilhe nos comentários!

Comprar passagem de ônibus